terça-feira, 25 de novembro de 2008

São Paulo do céu, de oeste ao sul

Aterrisar em São Paulo, em um dia claro e com as janelas do avião limpas, é sempre um passeio por entre uma das cidades mais cosmopolitas do planeta. Se for no eixo oeste-sul, ou seja, a partir do bairro da Lapa e Butantã em direção ao aeroporto de Congonhas, a vista é ainda mais impressionante. Do lado esquerdo da aeronave dá para ver os jardins, o espigão da Paulista, o Ibirapuera e Moema. Do lado direito... veja por si mesmo:
Obs.: clicando nas fotos com o lado esquerdo do mouse dá para ver as fotos ampliadas e os detalhes urbanos de Sampa (se o seu computador permitir).
Aí está uma vista bem do alto da USP, a Cidade Universitária, no Butantã. A longa faixa marrom é a raia de remo, ao lado do rio Pinheiros.


O Shopping Villa-Lobos e os prédios residenciais em sua volta. O rio e a raia de remo da USP formam duas faixas de águas turvas.

A imensa área esportiva da USP, o CRUSP e a reitoria, atrás os bosques da Universidade e o bairro Butantã. Eu trabalho na USP-Leste, perto do aeroporto de Cumbica. Ainda esta semana terá uma postagem especial de nossa EACH - Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP. Me aguarde.


O final da área esportiva. Viu como São Paulo tem áreas verdes em alguns lugares?

O Joquei Clube de São Paulo e parte da marginal Pinheiros, excepcionalmente com trânsito rolando solto. Você nao imagina o que é isso pela manhã...

Área nobre residencial às margens do Pinheiros, indo em direção ao shopping Morumbi. Esse prédio bem alto é aquela torre irregular que fizeram acima da altura máxima permitida, a obra foi embargada por um tempo mas depois ninguém falou mais no assunto. É um apartamento por andar. Coisa fina.

Mas não tão fina quanto esse conjunto imobiliário. Enorme, não? É o luxuoso shopping Cidade Jardim, com suas seis torres residenciais no topo. Um apartamento por andar, imóveis de uns dois milhões de reais para cima. O shopping tem as marcas mais famosas do mundo, a Daslu, restaurantes descolados e sorvetes maravilhosos.

O Cidade Jardim visto bem de frente (o avião estava já bem baixo). No terreno do lado esquerdo, já terraplanado, serão construídas três torres de escritórios. Se a crise global deixar. O shopping, as seis torres residenciais e a parte comercial formarão um dos conjuntos imobiliários mais valiosos da cidade. Note que as torres têm 28 andares e o shopping o equivalente a mais uns dez andares. Imagine a vista dos apartamentos situados nos andares mais altos, a quase 40 andares de altura.
Desse ponto, em apenas uns dois minutos, o avião pousa em Congonhas. Fim do passeio.

Um comentário:

Elaine disse...

Caro profº Trigo! (amigo da minha amiga Andréa)
Pela fotos, pelo blog, revela-se o amor às cidades. Eu, como sou uma viajante do imaginário, vivo cada foto destas! Que boniteza esta nossa cidade, não é mesmo???
Elaine ( a intrusa)