domingo, 21 de fevereiro de 2010

EACH-USP ganha biblioteca da Espanha

Texto: Luiz G. G. Trigo e Alexandre Panosso Netto
Fotos: Alexandre Panosso Netto

A Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da Universidade de São Paulo (USP) recebeu um presente significativo neste início de 2010. Trata-se de uma biblioteca especializada em história da Europa e da arte, ciências sociais, viagens e turismo, com aproximadamente oito mil livros e dez mil documentos sobre destinos turísticos de todo o mundo. O problema é que ela estava em um depósito na Universidade Européia Miguel de Cervantes, na cidade de Valladolid, Espanha, a 210 km de Madrid. A TAM resolveu o problema do transporte das quase nove toneladas de informação ao trazer gratuitamente esse material para o Brasil e assim ajudar a construir o centro de documentação e investigação em lazer e turismo que se originará desse acervo e será referência no Brasil.




O professor Felix Tomillo em seu escritório.
Francisco Muñoz de Escalona y Lafuente (doutor em economia do turismo) degusta uma Ypioca, levada por Alexandre Panosso, do Brasil, com Félix Tomillo Noguero, o doador do acervo.

Francisco de Escalona, Alexandre Panosso e Felix Tomillo, em Valladolid, acertando os detalhes do transporte da biblioteca para o Brasil (depois de brindarem com a Ypioca e antes de brindarem com vinho espanhol).

A biblioteca pertencia à Escola Superior de Turismo de Valladolid, uma instituição privada fundada em 1967, sendo seu diretor o professor espanhol Felix Tomillo Noguero. A escola deixou de existir em 2004, por mudanças na legislação espanhola sobre o ensino superior. Nesse momento todo o acervo foi transferido, provisoriamente, para a Universidade Européia Miguel de Cervantes. Nesse período (2007) o professor Felix já havia estabelecido um relacionamento de cooperação e pesquisa com o professor Alexandre Panosso Netto, do curso de Lazer e Turismo da EACH/USP. Nas conversas sobre o futuro daquele material, ao longo de 2009, Felix ofereceu o acervo completo ao Alexandre Panosso, com a recomendação de que fosse encaminhado a uma instituição pública brasileira e ficasse à disposição de todos os interessados em pesquisar e conhecer mais sobre o os temas ali disponíveis. Claro estava, para Panosso, que o destino da biblioteca seria a USP.


No final de novembro de 2009, o professor Luiz Gonzaga Godoi Trigo, também do curso de Lazer e Turismo da EACH/USP, estava em Manaus em um evento (Feira Internacional da Amazônia) onde a TAM estava presente, com a equipe de Carlos Alberto P. M. Amodeo, diretor de carga da empresa. Depois de uma conversa, Carlos Amodeo entendeu imediatamente a importância de se trazer a biblioteca para o Brasil e ofereceu prontamente ajuda.


Enquanto isso, na EACH, Panosso e Trigo conversavam com a direção, o pessoal da biblioteca e da infra-estrutura da universidade para acertar os inúmeros detalhes que compreendem a aceitação de uma doação desse porte. Desde o diretor que terminava seu mandato, Prof. Dante de Rose Junior, até o novo diretor, empossado em fevereiro de 2010, Prof. José Jorge Boueri Filho, deram apoio total ao projeto.

Em 14 de janeiro Alexandre Panosso foi até a Espanha cuidar pessoalmente da triagem, organização, processamento, embalagem e despacho do material para o transporte. A TAM enviou uma equipe até Valladolid para recolher o material e enviar até o aeroporto de Barajas, Madrid, de onde a carga seguiu para o Brasil entre os dias 28 e 29 de janeiro.


Na próxima fase de trabalho estão limpeza, conserto, catalogação, organização e inserção de cada livro ou documento no Sistema de Bibliotecas da USP, para, enfim, disponibilização para consulta dos usuários de todo o país. Por último ainda pretende-se a criação do centro de documentação e investigação em lazer e turismo, que também deverá ser fundado na EACH/USP, o que deverá levar aproximadamente 2 anos para que o projeto esteja completo.


Felix Tomillo feliz em ver que a sua biblioteca não ficará abandonada, mas terá uma longa vida nos trópicos. Trabalho quase terminado, as 382 caixas foram montadas e numeradas ...

... para conter todo o acervo.

Desde os nomes mais conhecidos dos estudos turísticos espanhóis até relatórios e outros documentos importantes ...

... tudo foi levado para vans e caminhões, por profissionais de carga e mudança. Um detalhe, a TAM transportou a biblioteca das portas da Universidade, em Valladolid, até dentro da EACH, em São Paulo.

Das estantes ao caminhão foi um trabalho duro que levou mais de uma semana.

Dados aproximados do acervo

Temas principais: história da Europa e da arte, ciências sociais, viagens e turismo.

Livros: 8.000

Teses: 500

CDs: 500

Folhetos turísticos de todas as regiões do mundo: 8.000

Peso bruto: 8.750 quilos.

Coordenadores do projeto: Alexandre Panosso Netto e Luiz Gonzaga Godoi Trigo (professores do curso de Lazer e Turismo da EACH/USP).

Agradecimentos especiais: TAM Cargo na pessoa de Carlos Amodeo, por entenderem imediatamente a importância de um projeto cultural desse porte e a equipe da EACH-USP, nas pessoas do ex-diretor Dante de Rose Junior, e do atual diretor, José Jorge Boueri Filho.

A biblioteca está no aeroporto de Guarulhos aguardando liberação. Assim que chegar na EACH faremos outra postagem.


6 comentários:

Alexandre e Tatiana disse...

É isso aí Trigo! Creio que teremos muito trabalho ainda pela frente. Mas se a gente gosta disso, fazer o que né?!
Os bastidores da história, que você já conhece, estão em http://panosso.blogspot.com/
Abraços!!!
Alexandre

Basilio disse...

Sou estudante da EACH, faço GPP, fiquei muito feliz com a notícia. E receoso, pois sabemos do histórico de nossa biblioteca, deficitária. E sabemos também dos poucos funcionários e da dificuldade deles para fichar e expor todos os livros. Outra coisa, onde serão colocados este livros? Será construído algum prédio próprio com patrocínio de alguma empresa espanhola? Telefonica se habilita?

Ana Paula Spolon disse...

Ufa... Dizer o quê?? Parabéns, meninos!

samye disse...

Sensacional! Parabéns Profs :)

Luiz Trigo disse...

Basilio, vamos arrumar patrocinadores (como a TAM) para bancar o processamento e a colocação dos livros e documentos na bilbioteca. Isso demora alguns meses mas será feito, pois temos contatos relevantes no trade turístico e a UP é uma grande marca.

kleber disse...

Professores, muito obrigado!

Kleber - lzt