domingo, 27 de setembro de 2009

PUC-Campinas - Curso de Turismo: 35 anos

Teve bolo, discursos, homenagens, festas, música, bebidinhas e comidinhas. Em grande estilo, do auditório acadêmico até o resort de luxo. Assim foram comemorados os 35 anos do curso de Turismo da PUC-Campinas, onde eu (e mais umas duas mil pessoas) me graduei.

Foi uma festa em duas etapas no sábado, 26 de agosto. O bolo foi o ápice das comemorações, devidamente cortado no Salão Real do The Royal Palm Plaza Resort, em Campinas.


A parte da manhã doi no auditório D. Gilberto, no campus I da PUC-Campinas, onde o curso de Turismo é oferecido, desde 1974. Aí estou recebendo uma das homenagens (como ex-aluno) das mãos da profa. Alexandra Caprioli.

Rever amigos é ótimo. Ao centro o Pe. Divino (Antonio Pontes de Moraes), grande companheiro desde 1973; e o Prof. Márcio, meu colega em 1981, ainda na graduação, e hoje um grande amigo.



O trade a autoridades estiveram presentes, prestigiando o curso de turismo mais antigo do interior de São Paulo. Da esquerda: Luiz Antonio Guimarães (Campinas Convention Bureau), Iara e Antonio Dias (The Royal Palm Plaza Resort) e Sinval Dorigon (Secretário de Turismo de Campinas).


A Profa. Laura Sancti (centro) cercada pelos alunos e colegas no final da primeira etapa de cerimônias. Laura é a atual diretora do curso e ex-aluna.



Grandes amigas da PUCC. Da esquerda: Juleusa Turra (da área de geografia da PUC-Campinas), Maria Ângela M. A. Bissoli (professora homenageada e atualmente diretora de avaliação do campus universitário Senac, em São Paulo); e Terezinha de Morais (da área de ciências sociais, PUCC).

Muito à vontade, os mestres Roberto, Terezinha e Maurício, no fundão do auditório D. Gilberto.


À noite o jantar e as comemorações foram no The Royal Palm Plaza Resort, o hotel mais descolado do interior paulista. Aí está a Profa. Laura abrindo a farra e dizendo que o grande cartaz atrás dela possui um espaço em branco para ser preenchido por todo mundo. Virou um texto coletivo com as assinaturas e mensagens de umas 120 pessoas.



Teve saladas, pratos quentes, sobremesas e bolo. E muita bebida. Música, dança, risadas e aquele tipo de lembrança que já vem com as malidicências e piadas incluídas. E haja falatório...

O hotel possui imensos espaços para eventos.


Ex-alunos: Alexandra (empresária e professora), Artur (empresário extremamente em sucedido), Helvécio (consultor) e Milton (hoje profissional da área de finanças).

Luiz Timossi (velho amigo e professor da PUCC por mais de vinte anos), Maria Ângela Bissoli e eu, bebemorando à história e à memória, às glórias e risadas deixadas em mais de três décadas.


Professores Laura e Marcelo Pérez cercados pela turma do curso.

Como antigo professor, algumas vezes ainda me admiro em ver os antigos alunos comportados e tão formais fazendo pose para fotos ou participando de eventos. É que me vem à mente as caras e jeitos de quando tinham 17 ou 18 anos e eram absolutamente informais. Mas preservam o bom humor.

O professor Roperto (direita) e o grupo de alunos e alunas, que está para se graduar.

Antonio Dias e sua esposa, proprietários e responsáveis pelo resort, e Alexandra Caprioli. A festa foi altamente prestigiada pela cúpula do turismo público e privado de Campinas e região.


O resort merece comentários. É uma imensa propriedade com centro de convenções, cinco setores de hospedagem, dois restaurantes, três bares, uma cave e um café, áreas sociais e esportivas. É a única propriedade brasileira a pertencer à Preferred Hotels and Resorts. Prima pelos detalhes, como o pote de moranguinhos para fazer batidas na ilha-bar do nosso evento.

Passei duas noites, como convidado da PUC-Campinas, na nova área do resort, um complexo no estilo hotel-boutique denominado The Palms. Barricadas de travesseiros...

... em uma mensa cama capaz de aguentar sonhos e realidades de qualquer tamanho.

Nos banheiros, produtos Granado, tradicionais e salutares.

Um dos atrium lobbyes do resort. Há plantas, orquídeas, objetos de arte, fontes e cascatas espalhados pela propriedade.

O sol de domingo fechou o final de semana de comemorações, depois de um longo e delicioso sábado. Ainda teve uma visita guiada à Expoflora, evento cuja parte turística é organizada pela PUC-Campinas a mais de vinte anos. Não fui porque tinha que voltar a Sampa. Amanhã tem lançamento do nosso livro (Cenário do Turismo Brasileiro) no Rio de Janeiro. Depois eu conto como foi.

2 comentários:

Marcio disse...

Com certeza foi uma farra! Tinha tudo que vc gosta. Gostaria de ter ido mas fica pro 40 anos!!!Abração

Marlene disse...

Olá Trigo é a Marlene, estivemos juntos neste evento lindo e maravilhoso e adorei rever meus mestres e amigos.Abraço.